16/02/2017

,

'Ninguém mais faz música boa no axé além de Saulo', afirma Gilmelândia


Foto: Reprodução

Uma das veteranas mais respeitadas do cenário da axé music baiana, Gilmelândia, foi bem sincera em entrevista concedida ao site Varela Notícias, a cantora, quando questionada, sobre a confirmação de blocos tradicionais como Nana, Araketu e Cheiro, não participarem esse ano do carnaval de Salvador:


"Primeiro eu acho que é a situação do país que não está fácil para ninguém. Foi um ano muito difícil, com muitas negociações com os contratantes, mas não vou dizer que a nossa música está em crise. Você já reparou que ninguém está fazendo mais nada de muito bom, fora Saulo? A gente não faz mais poesia, é preciso rever isso.", revela.

Gil afirma que o axé precisa de músicas boas para dar uma ''levantada" no público, além dessas preocupações, há uma outra, não tem dinheiro, o país está em crise, não se está fazendo música boa, , além desses fatores, é necessário união entre o pessoal do axé para que outros estilos não invadam a cidade.

Com a sinceridade ligada a mil, a cantora ainda confessa que apesar de achar importante a união entre os cantores, nunca viu tal ação por parte deles, citando apenas Ivete Sangalo como exceção:

"A única pessoa que eu sempre vi chamar todo mundo para debaixo do braço se chama Ivete Sangalo. Acho que tudo na vida que vem como tempestade vem para o nosso bem", conclui Gilmelândia.

Top Ad 728x90