09/09/2016

,

'Representatividade diminui traumas, depressões e suicídos', afirma Karol Conka


Foto: Reprodução



Ela tomba, arrasa e empodera. Karol Conka deu uma entrevista super bacana para o Estadão onde abre o coração sobre preconceito racial.
Questionada se sabe da importância da sua influência na vida de meninas e mulheres negras, a rapper é objetiva, "a representatividade diminui traumas, depressões e suicídios. É mais fácil quando tem alguém para se identificar", relata.


Mas quem vê Karol tão segura, nem imagina que ela demorou para se aceitar, a cantora afirma acreditar que nenhuma criança negra se aceita, e a própria só começou a trabalhar isso quando tinha 15 anos. A cantora diz também que a maior emoção da sua carreira é o feedback das pessoas, pois se sente responsável em transmitir boas mensagens.

Top Ad 728x90