04/09/2014

, ,

[Pop&Prada] Ludmilla: intimista, original e corajosa



Eu falo nela, penso nela, vinte e quatro horas por dia, sabe o motivo? Vício.

Na reunião de pauta do portal, para decidirmos quem seria a artista do mês eu quase surtei ao saber da escolha, pois em minha opinião, a ex MC Beyoncé (atual MC Ludmilla) possui uma característica que eu acho essencial em quem trabalha com a imagem: coragem e personalidade.

Convenhamos, não é todo artista notório, com música na novela que não se deixa influenciar pelo modismo de se transformar em modelo perfeito para o cenário pop, até porque, se a Ludmilla está lá é porque o povo quis (além de obviamente seu esforço pessoal e equipe, trabalho duro e adjacentes).

Ludmilla é ela e ponto. Intimida com suas letras diretíssimas,inclusive com ameaças de porradas a qual eu acho divertidíssimo, com rimas e histórias do cotidiano do seu público alvo. Não tem medo de ser quem é, e em minha opinião esse é o segredo do seu sucesso, apenas apresentar a sua verdade.

Os temas de suas músicas são reflexos de situações que quase todo mundo passou, inveja de "amiga", namorado vacilão, sedução e etc, além de ser funk, ao que parece ter conseguido ultrapassar paradigmas do preconceito de que é coisa de "favelado" ou carioca.

Uma coisa transvestida nas letras de MC Ludmilla é a intimação que ela passa, imagina só por quantos preconceitos, dúvidas e todas aquelas questões que todo mundo passa ser transformada em funk? Principalmente desavenças sociais, eu mesma quando escuto encarno a mulher mais "marrenta" do mundo, não porque acho só conveniente, mas que às vezes é necessário sair do salto e responder aos estímulos sociais, dito recalque alheio, na altura que se pede, ou seja, deixando a diplomacia um pouco de lado.

Aprovo, escuto e indico.

Beijos;

Carol Caiana

Top Ad 728x90